Cayman Sistemas
PRECISO DE UM SITE
MENU
INÍCIO
SOBRE NÓS
PROJETOS
CONTATO
X
SOLICITAR ORÇAMENTO
Foto Blog

Google Lighthouse o que é e como usar?

10/03/2021 - Manual de ferramentas Google

O Google tem suas formas de decidir que sites aparecem melhor posicionados na busca. Então, hoje vamos descobrir quais são esses critérios e o que nós temos que fazer para o nosso site ser mais querido pelo Google. Confira abaixo!

Google Lighthouse: o termômetro do Google

Para definir se um site tem bom desempenho o Google precisa usar de critérios de avaliação.

Esses critérios vão mudando com o tempo a medida que a navegação na internet muda e evolui.

Por exemplo, nós sabemos que hoje a navegação online é muito mais comum pelo celular, coisa que 10 anos atrás era diferente.

Sabemos também que o Google mudou muito a forma como ele define que sites são bons para o usuário.

E é aí que o Google lançou o Lighthouse, uma ferramenta que dá uma nota para o seu site e aponta os possíveis problemas e correções necessárias.

Para acessar o lighthouse é muito fácil, você pode apertar F12 se estiver acessando o seu site pelo Google Chrome, ou pode usar a ferramenta Web.dev que é integrada ao Google Lighthouse.

Como usar o Google Lighthouse

Quando você colocar o seu site para análise no Lighthouse, primeiro ele vai pedir para que você selecione a análise

Nós sempre vamos dar mais importância para a análise Mobile porque ela é a pontuação que o Google usa de verdade.

Apesar de que a pontuação Desktop também é importante, geralmente a pontuação Mobile acaba sendo menor porque a maioria dos sites tem problemas na sua versão para celular.

Como o Google dá prioridade para a qualidade da navegação pelo celular, faz sentido então que a nota da versão Mobile seja mais importante.

Você vai ter um diagnóstico mais ou menos assim:

performance lighthouse

A nota varia de 0 à 100 e é dividida em 4 categorias:

  • Performance;

    A velocidade com que o site carrega.

  • Acessibilidade

    A facilidade do acesso para pessoas com algum tipo de deficiência.

  • Boas Práticas

    Utilização de práticas de programação aprovadas pela Google.

  • SEO

    Otimização do conteúdo do site para busca na rede de pesquisa

Provavelmente, quando você rodou a sua análise a sua nota deu bem abaixo do exemplo. Isso porque o site da Cayman é otimizado de maneira contínua.

E como funciona essa processo de otimização?

Utilizando os Resultados do Google Lighthouse

É bom começar entendendo que as notas do Lighthouse não tem todas o mesmo peso.

A nota de Performance é muito mais relevante do que a de Acessibilidade e Boas Práticas, por exemplo.

Então, logo abaixo do Diagnóstico você tem as métricas de Performance e a lista de problemas encontrados.

métricas lighthouse

Se você clicar no botão azul no topo direito da tela, vão aparecer descrições detalhadas de cada uma dessas métricas.

Em resumo, essas métricas estão associadas a velocidade com que os elementos da página foram carregados.

O Google valoriza muito os sites rápidos e responsivos, já que ele identificou esse como um fator importante na experiência do usuário.

Por isso, se o seu site demora para carregar (especialmente a versão para celular) você vai ter problemas com essas métricas.

Além disso, existe os "Web Vitals" que são métricas especialmente criadas para experiência do usuário no site.

Web Vital merece um blog próprio, então quando eu tiver feito esse material eu vou linkar ele aqui.

Mas no geral, você vai conseguir arrumar essas notas baixas corrigindo os erros apontados do relatório logo abaixo.

diagnóstico lighthouse

Em Oportunidades e Diagnóstico, o Google vai apontar exatamente o que o seu programador precisa fazer para resolver os problemas de Performance do site.

É aí que muita gente empaca no processo de otimização.

Infelizmente, muitos sites são construídos como castelos de cartas. Quando você mexe na base, o site desmorona.

Na maioria dos casos, pequenos ajustes podem melhorar muito a pontuação no lighthouse.

O problema é que: em outros casos, é necessário uma mudança estrutural mais agressiva.

A mesma coisa vale para as outras categorias (Acessibilidade, Boas Práticas e SEO): o próprio sistema vai te explicar exatamente o que é necessário fazer.

As melhorias vão de caso a caso, mas a documentação é bem completa, então em caso de dúvidas é só clicar no link associado a métrica e ver o tutorial da Google que explica o problema.

Otimizando para o site todo

É bom lembrar que o Lighthouse só dá o diagnóstico de uma página.

Para saber que páginas do site necessitam de otimização, você pode usar o SEMrush, ou o Google Search Console.

Lá no meu curso de SEO grátis eu explico como usar o diagnóstico do SEMrush para encontrar problemas de performance.

No Search Console é quase a mesma coisa! Você só precisa acessar Melhorias > Principais métricas da Web.

Lá você vai encontrar um relatório de erros encontrados no site.

Se você clicar em "Abrir Relatório" em Detalhes você vai encontrar a lista de erros.

Ao clicar no Erro, o sistema indica quais páginas estão com problemas.

Você só precisa então pegar essa lista de páginas e rodas a análise do Lighthouse e vai saber como corrigir para o site todo.

Perceba que o Search Console também faz um análise da experiência do usuário no celular na aba Melhorias > Facilidade de uso em dispositivos móveis.

Lá você vai encontrar outras lista de páginas com problemas na versão Mobile.

Eu sei que é chato, mas resolvendo todas essas questões você vai ter muito mais facilidade de ranquear o seu site nas pesquisas de Google.

Por hoje era isso! Espero ter tirado as suas dúvidas, se precisar de ajuda é só deixar aqui nos comentários.

Até a próxima!

Está precisando de um site?